Follow me on Twitter RSS FEED

Capítulo III - Por que deixar com um gostinho de quero mais torna a história sempre melhor... (que título grande)


Então devassos leitores, como eu havia prometido aqui vai mais um capítulo da história, nesse capítulo o Rodrigo (personagem principal) acaba entrando numa enrascada, fiquem lendo, pois a partir daqui a história começa a ficar boa.
Para quem não leu os capítulos anteriores:
Legenda: Meus parágrafos, parágrafos da minha amiga Júlia.
CAPÍTULO III – Vamos aos Negócios.

-Ahn...- Meu cérebro estava devagar – Oi...
-Que bom que recebeu o recado...
Ouvi algo se arrastar atrás de mim, e uma cadeira dobrou meus joelhos, perdi novamente o equilíbrio e senti um par de mãos me agarrar pelos ombros e me obrigar a sentar.
Pelo peso nos meus ombros achei melhor não resistir e sentei.
-Então, vamos aos negócios! A voz disse, fluía como um líquido.
Lambi os lábios, a luz me cegava e eu me senti como em um filme de espionagem / máfia.
-Então, vamos aos negócios. Disse com incerteza do que fazer.
-É de meu conhecimento que sua família é bem feliz lá no Brasil.
-O que tem eles?! Meu tom de voz se alterou, pois se algo acontecesse com minha família, eu iria até o inferno atrás dessa mulher.
-Calma, gato. Ela se aproximou lentamente, deixando seu rosto moreno à mostra, lábios vermelhos e carnudos, os olhos castanhos a davam um charme latino e o seu vestido era tão justo que suas curvas pareciam o circuito de Mônaco, que deusa.
-O que acontecer com sua família, vai ser sua responsabilidade.
-Não faça nada... ARGH!!! A pessoa que me segurara pelos ombros agora estava me calando com murros na maçã do rosto.
-No rosto não, Big M.! – A mulher me encarou com um sorriso malicioso, se abaixou e me olhou nos olhos. – Acha que eu me exporia tanto, se soubesse que não iria negociar?
- O que você quer?! Eu já estava tomado pela raiva.
- Calma nervosão... Eu só quero 2 milhões de dólares para começar a vida, e depois uns 12 milhões em um ano, mais ou menos...
- E como espera que eu faça isso?
- Oras! E eu sei? Você tem ao alcance de suas mãos toda a riqueza da China! Mas tente não ser descoberto, sabe como é, né? Desfalque é punido com pena de morte aqui, e você seria um tremendo desperdício! 
Quando a mulher se calou a última coisa que senti foi uma dor tão forte que fez com que tudo se apagasse.


Música do Dia: Não tem! O iTunes não ta prestando e quando abro o youtube nunca me vem uma música boa na cabeça então... Hoje fica sem música =/


Até o próximo post Devvassos e Devassas!

5 comentários:

Wander Shirukaya disse...

Meio estranho... mas deve ser pq nao li o cmeço. Oportunamente retornarei
^^

DevaneiosDevassos disse...

Volta sim, o começo explica ocmo ele foi parar lá, onde trabalha e como ele se comporta.

M!sunderstood disse...

Estou gostando do rumo que a história está tomando.

jaka disse...

chantagem é sempre um gancho tenso!

Ismael Assunção Costa disse...

Poxa legal a história ...
sucesso ai no blog !
vlw

http://protozooario.blogspot.com/

Postar um comentário